Distribuição https://distribuicao.newtrade.com.br A Revista de Negócios dos Atacadistas Distribuidores Thu, 22 Aug 2019 12:54:56 +0000 pt-BR hourly 1 https://wordpress.org/?v=5.2.2 “Semana do Brasil” pode estimular o consumo em setembro; veja como participar https://distribuicao.newtrade.com.br/negocios/semana-do-brasil-pode-estimular-o-consumo-em-setembro-veja-como-participar/ https://distribuicao.newtrade.com.br/negocios/semana-do-brasil-pode-estimular-o-consumo-em-setembro-veja-como-participar/#respond Thu, 22 Aug 2019 12:54:56 +0000 https://distribuicao.newtrade.com.br/?p=1014575 Iniciativa tem apoio da ABAD.]]>

As empresas de comércio, serviços e turismo podem participar da “Semana do Brasil” para estimular o consumo entre os dias 6 e 15 de setembro, mês carente de uma data importante do ponto de vista econômico

Para a FecomercioSP, a iniciativa que procura transformar o período semelhante à Black Friday, evento conhecido por oferecer produtos com descontos atrativos aos consumidores, pode “despertar” o faturamento do comércio varejista no mês. A Entidade apenas salienta a necessidade de o comerciante considerar o planejamento já esperado para atender às datas que se seguem a essa iniciativa, como a Black Friday, em novembro, e o Natal, em dezembro.

Faturamento do comércio em setembro

A Semana do Brasil pode mudar os resultados para o faturamento do comércio em setembro, atualmente considerado o quinto pior entre os meses do segundo semestre, de acordo com levantamento da FecomercioSP.

A pesquisa aponta que, na média dos últimos cinco anos, o faturamento dos seis últimos meses foi de R$ 348 bilhões. A média de vendas no mês de setembro para esse período é de R$ 54,5 bilhões, ou seja: 15,7% – o penúltimo mês no ranking de faturamento para a segunda parte do ano.

O período classificado como de baixa temporada é desanimador também para o turismo. Dados da Agência Nacional da Aviação Civil (Anac) apontam que a média da demanda de passageiros em voos nacionais no mês de setembro, dos últimos cinco anos, é a menor do segundo semestre, com pouco menos de 20 milhões e 15,5% de participação na soma de julho a dezembro. Segue o mesmo caminho o fluxo de passageiros nas principais rodoviárias de São Paulo, que, nos últimos cinco anos, é o menor do segundo semestre, com 15,6% de participação na soma de julho a dezembro, de acordo com a Socicam, concessionária responsável pela administração dos terminais rodoviários Tietê, Barra Funda e Jabaquara.

Como participar

Os empresários interessados em participar da “Semana do Brasil” precisam realizar o cadastro no site http://www.brasil.gov.br/semanadobrasil/ para fazer o download do selo e ter acesso ao manual de identidade visual e aos materiais de divulgação.

Apoio

A iniciativa  tem recebido apoio de empresas e entidades,  dentre elas a ABAD que sugere, entre outros que seus associados invistam em ações para dar destaque à Semana.

 

 

]]>
https://distribuicao.newtrade.com.br/negocios/semana-do-brasil-pode-estimular-o-consumo-em-setembro-veja-como-participar/feed/ 0
Villefort chega a 21 lojas com inauguração em Santa Luiza (MG) https://distribuicao.newtrade.com.br/negocios/villefort-chega-a-21-lojas-com-inauguracao-em-santa-luiza-mg/ https://distribuicao.newtrade.com.br/negocios/villefort-chega-a-21-lojas-com-inauguracao-em-santa-luiza-mg/#respond Thu, 22 Aug 2019 12:43:58 +0000 https://distribuicao.newtrade.com.br/?p=1014571 A empresa atua no mercado mineiro de distribuição de produtos no sistema atacarejo há 31 anos.]]>

O Villefort, Mais Barato Todo Dia, abre nesta quinta-feira, dia 22 de agosto, sua nova loja em Santa Luzia (MG). Esta é a 21ª loja da empresa que iniciou suas atividades na Ceasa Minas e vem se expandindo para várias cidades importantes, como Belo Horizonte, Contagem, Montes Claros, Coronel Fabriciano (Vale do Aço), Ribeirão das Neves, Divinópolis e Juiz de Fora.

O Villefort mantém um Centro de Distribuição na BR 040, próximo a Ceasa Minas e ainda este ano abrirá mais três lojas: em Montes Claros, Itabira e em Jataí (Goiás).

A empresa atua no mercado mineiro de distribuição de produtos no sistema atacarejo há 31 anos.

]]>
https://distribuicao.newtrade.com.br/negocios/villefort-chega-a-21-lojas-com-inauguracao-em-santa-luiza-mg/feed/ 0
Nestlé vai investir R$ 1 bilhão no Estado de São Paulo https://distribuicao.newtrade.com.br/industria/nestle-vai-investir-r-1-bilhao-no-estado-de-sao-paulo/ https://distribuicao.newtrade.com.br/industria/nestle-vai-investir-r-1-bilhao-no-estado-de-sao-paulo/#respond Thu, 22 Aug 2019 12:40:57 +0000 https://distribuicao.newtrade.com.br/?p=1014569 O aporte inclui a instalação de novas linhas nas fábricas de Araçatuba e Caçapava, ambas no interior de São Paulo, e novas tecnologias aplicadas a fábricas e produtos, além de iniciativas de transformação digital e aceleração de startups.]]>

A Nestlé anunciou hoje investimentos de R$ 1 bilhão no Estado de São Paulo nos próximos três anos. O aporte inclui a instalação de novas linhas nas fábricas de Araçatuba e Caçapava, ambas no interior de São Paulo, e novas tecnologias aplicadas a fábricas e produtos, além de iniciativas de transformação digital e aceleração de startups. Também estão previstas iniciativas por meio de uma parceria com o Investe São Paulo, programa da Agência Paulista de Promoção de Investimentos e Competitividade.

A empresa tem um longo histórico de relacionamento com o Estado de São Paulo, onde inaugurou sua primeira fábrica no País, na cidade de Araras, há 98 anos. Nos últimos cinco anos, a companhia investiu mais de R$ 2 bilhões no Estado, incluindo uma fábrica de alimentos úmidos para animais de estimação de Purina, em Ribeirão Preto, duas linhas de produção de KitKat em Caçapava e uma nova linha de biscoitos em Marília. Também investiu consistentemente no desenvolvimento de tecnologias, a exemplo do sistema que permite a personalização de caixas de cápsulas de NESCAFÉ Dolce Gusto de acordo com o gosto do consumidor, totalmente criado no Brasil.

Atualmente, são 10 unidades industriais e 6 centros de distribuição, onde são produzidos itens de marcas icônicas como NESCAFÉ, KITKAT, NESCAU, NINHO, produtos de Nutrição Infantil e também os Culinários. O município de Araras abriga, também, o Nestlé Quality Assurance Center (NQAC), laboratório de qualidade que tem firmado parcerias com universidades públicas do Estado para fomentar o desenvolvimento tecnológico no segmento de alimentos. Em São Paulo, a Nestlé gera 12 mil empregos diretos e 100 mil indiretos. “O Estado de São Paulo tem grande importância na nossa história, abrigou nossa primeira fábrica e nossa Sede, e queremos continuar a seguir essa jornada de sucesso, crescimento e investimentos”, afirma o presidente da Nestlé Brasil, Marcelo Melchior.

Protocolo de intenções para fomentar a empregabilidade dos jovens

O anúncio contempla, ainda, um protocolo de intenções que visa estabelecer condições para o desenvolvimento conjunto de projetos que contribuirão para o aumento da empregabilidade de jovens no Estado. O acordo surgiu a partir de inciativas de ambas as partes já em andamento, com objetivos convergentes. O Governo do Estado de São Paulo lançou neste ano o Programa Minha Chance para aumentar a empregabilidade dos beneficiários dos seus cursos técnicos e de qualificação profissional e auxiliar na melhor adaptação dos conteúdos às demandas da sociedade e do mercado de trabalho local. A Nestlé, por sua vez, desenvolve no Brasil desde 2017, ao lado de outras empresas, o programa Aliança pelos Jovens, também com o objetivo de aumentar a empregabilidade dos jovens. Em 2018, a empresa liderou o primeiro Encontro de Jovens do Mercosul, na cidade de Montevidéu, no Uruguai, evento que acontece este ano no Brasil, nos dias 23 e 24 de outubro.

Iniciativas pelos jovens

Todas essas iniciativas compõem um grande trabalho que a Nestlé realiza para os jovens. A companhia aposta em medidas que contribuam para a capacitação e empregabilidade dos jovens de todo o País. As empresas que compõem a Aliança pelos Jovens contrataram 15.300 jovens e criaram 5.400 oportunidades de emprego entre 2017-2018, por meio de uma série de ações para aumentar a capacitação e as oportunidades para a nova geração de profissionais. Até o final de 2019, a Aliança tem como metas contratar 20 mil jovens e criar 6 mil oportunidades de primeiro emprego, com o engajamento das 23 empresas que participam da iniciativa. Também está prevista a capacitação de 110 mil jovens em todo o Brasil.

]]>
https://distribuicao.newtrade.com.br/industria/nestle-vai-investir-r-1-bilhao-no-estado-de-sao-paulo/feed/ 0
Iracema amplia mix de leites vegetais https://distribuicao.newtrade.com.br/lancamentos/iracema-amplia-mix-de-leites-vegetais/ https://distribuicao.newtrade.com.br/lancamentos/iracema-amplia-mix-de-leites-vegetais/#respond Thu, 22 Aug 2019 12:37:36 +0000 https://distribuicao.newtrade.com.br/?p=1014566 A marca integra o portfólio da Globalbev desde 2015. Neste ano, a empresa ampliou em 50% seus investimentos em marketing e trade, sendo que Iracema recebeu a maior fatia desta conta.]]>

No Brasil, de acordo com a consultoria Euromonitor International, o mercado de produtos alternativos aos laticínios cresceu 51,5% no ano passado, consolidando a ampla mudança nos hábitos de consumo dos brasileiros nos últimos anos. Em linha com essa tendência, a marca Iracema, que está no mercado desde 1943, está se renovando e apostando na renovação de seu mix de leites vegetais.

As bebidas, que estão nas gôndolas desde 2017, passaram por uma reformulação de receita, se adaptando melhor ao paladar dos brasileiros e seguindo o conceito clean label que está associado à ingredientes mais naturais e facilmente reconhecidos pelo consumidor.

A linha, que já conta com os sabores Castanha de Caju e Amendoim, foi ampliada oferecendo também as opções Amêndoa e Mix (amendoim, castanha de caju e amêndoa), em embalagens de 1L. As bebidas são 100% naturais, sem adição de açúcar, espessantes, estabilizantes, aromas ou corantes artificiais e são adoçadas com adoçantes naturais.

Com as mudanças nos produtos que chegam às gôndolas, somado à recente renovação visual da marca, Iracema projeta um crescimento em 2019. A expectativa é que o faturamento dos leites triplique, em relação ao ano passado, e a linha de nuts alcance crescimento de 30%, frente ao crescimento de 15% registrado em 2018.

Das prateleiras para a mesa

De acordo com pesquisa “Estilos de Vida 2019”, divulgada pela Nielsen, as pessoas estão cada vez mais atentas ao que comem e em busca de produtos que agreguem saudabilidade à rotina. O estudo aponta que mais de 50% dos entrevistados reduziu o consumo de gordura (57%) e sal (56%) na alimentação.

Em paralelo, 64% dos pesquisados afirmam seguir alguma dieta que limita ou proíbe o consumo de determinados produtos ou ingredientes. Desses, 44% gostariam de ter mais opções de produtos orgânicos, 26% adotaram uma dieta livre de glúten e 15% não consomem lactose.

Para Felipe Abramides, diretor de marketing de Iracema, a marca busca se renovar aliando tradição e reconhecimento no mercado à inovação. “Queremos que Iracema esteja cada vez mais presente no cotidiano dos brasileiros que se importam com a alimentação. Com as novidades, passamos a ofertar um mix bem completo de nuts e leites vegetais para consumidores que não queiram ou não possam consumir proteínas de origem animal”, ressalta Abramides.

A marca integra o portfólio da Globalbev desde 2015. Neste ano, a empresa ampliou em 50% seus investimentos em marketing e trade, sendo que Iracema recebeu a maior fatia desta conta.

]]>
https://distribuicao.newtrade.com.br/lancamentos/iracema-amplia-mix-de-leites-vegetais/feed/ 0
SBVC anuncia as 300 Maiores Empresas do Varejo Brasileiro https://distribuicao.newtrade.com.br/negocios/sbvc-anuncia-as-300-maiores-empresas-do-varejo-brasileiro/ https://distribuicao.newtrade.com.br/negocios/sbvc-anuncia-as-300-maiores-empresas-do-varejo-brasileiro/#respond Wed, 21 Aug 2019 12:56:56 +0000 https://distribuicao.newtrade.com.br/?p=1014564 As 182 varejistas que estiveram presentes nas duas últimas edições do estudo apresentaram um crescimento nominal de 7,9% nas vendas, enquanto o varejo brasileiro como um todo teve uma alta de 2,2% (dados IBGE).]]>

Fruto de um profundo trabalho de pesquisa, coleta de dados e análise realizado pela SBVC com apoio técnico da BTR-Educação e Consultoria, Varese Retail, Centro de Estudo e Pesquisa do Varejo (CEPEV – USP) e Käfer Content Studio, a nova edição do levantamento mostra que as grandes e médias empresas tiveram em 2018 um ano de resiliência e crescimento.

As 182 varejistas que estiveram presentes nas duas últimas edições do estudo apresentaram um crescimento nominal de 7,9% nas vendas, enquanto o varejo brasileiro como um todo teve uma alta de 2,2% (dados IBGE). Apenas 12% das 300 maiores empresas tiveram queda no faturamento no ano passado.

“Mesmo em um ambiente de crescimento econômico modesto, o varejo vem se expandindo, abrindo lojas, gerando empregos e aumentando sua produtividade”, afirma Eduardo Terra, presidente da SBVC. “O varejo superou a crise e as médias e grandes empresas vêm tendo desempenho consistentemente acima da média”, completa.

Por meio de uma metodologia exclusiva, a análise consegue refletir as características estruturais do varejo, contribuindo para um melhor entendimento das particularidades de nosso mercado. “O estudo evidencia aspectos importantes do varejo brasileiro, como o peso do varejo regional e a relevância do franchising para o desenvolvimento dos negócios”, afirma Alberto Serrentino, fundador da Varese Retail e vice-presidente e conselheiro da SBVC.

Outro ponto importante levantado pelo anuário é a demora do varejo brasileiro em sua transformação digital. Apenas 3,4% das vendas do varejo acontecem online e 49% das 300 maiores empresas contam com e-commerce estruturado. “No varejo não-alimentar, 75% das maiores empresas já vendem online, mas pode-se reforçar a avaliação que, em relação à digitalização do varejo, os consumidores brasileiros estão se movimentando com maior velocidade que as empresas.”, analisa Serrentino.

Números relevantes:
Os principais destaques da quarta edição do Ranking “300 Maiores Empresas do Varejo Brasileiro” são os seguintes:
  • As 300 maiores empresas faturaram R$ 648,039 bilhões em 2018. Considerando as 182 empresas que divulgaram seus faturamentos brutos em 2017 e 2018, o crescimento anual foi de 7,97%, mais que o triplo dos 2,2% do varejo como um todo (PMC-IBGE);
  • O GPA é o líder do varejo brasileiro na análise por grupos econômicos, com um faturamento de R$ 84,12 bilhões, o equivalente a 12,98% do faturamento das 300 empresas relacionadas no Ranking;
  • O Carrefour é a maior empresa de varejo do País, com um faturamento de R$ 56,343 bilhões, ou 8,69% das vendas das maiores;
  • As cinco maiores empresas de varejo responderam por 28,29% do faturamento total das empresas listadas no Ranking. As dez primeiras correspondem a 37,86% das vendas das varejistas listadas;
  • O setor com maior número de empresas no Ranking é o de Supermercados, com 136 representantes, três deles no top 10 do varejo;
  • O setor de Moda, Calçados e Artigos Esportivos, com 47 empresas, é o segundo com maior presença no Ranking. Pela primeira vez, uma empresa do setor está entre as 10 maiores do varejo brasileiro (a Lojas Renner, na 10ª posição);
  • As 300 empresas do Ranking empregam 1,54 milhão de pessoas, sendo o GPA Alimentar o maior empregador do varejo nacional (94 mil funcionários). Entre os dez maiores empregadores estão três supermercadistas e três redes de drogarias/perfumarias;
  • Dezessete das 300 empresas listadas possuem mais de mil lojas, sendo que cinco estão em supermercados, quatro em drogarias, duas em foodservice, óticas e eletromóveis e uma em  “outros segmentos” e lojas de departamentos. Das 17 empresas, seis estão entre as 10 maiores em faturamento;
  • O Boticário é a empresa com mais lojas no Brasil, seguida por AM/PM, Subway, Cacau Show e Ortobom. São as mesmas cinco empresas das duas edições anteriores e todas atuam no sistema de franquias, que proporciona oportunidades para crescer com capital de investidores-empreendedores;
  • Das 50 empresas líderes em faturamento por loja, 49 são supermercadistas, lideradas por Andorinha, Bergamini, Higa, Formosa e Zaffari, que alcançaram excelência na oferta de produtos e serviços para os micromercados onde atuam;
  • Os sete e-commerces pure playerssomam um faturamento de R$ 14,68 bilhões, o equivalente a 2,26% das vendas das 300 empresas listadas. No total, 147 das 300 empresas listadas contam com operação online (eram 126 na edição passada);
  • Se por um lado 49% das empresas estão online, no setor de supermercados apenas 27 das 136 empresas listadas (19,85%) contam com uma operação online;
  • Das 300 varejistas listadas, 31 são de capital aberto. Esse grupo de empresas faturou R$ 261,785 bilhões (41,32% do total das 300 maiores). O setor de Moda, Calçados e Artigos Esportivos é o que tem mais empresas de capital aberto;
  • Quatro das top 10 são empresas de capital fechado. No total das 300 maiores, 269 estão nessa condição, concentradas no setor de supermercados;
  • Nove das dez maiores empresas do varejo brasileiro, e 13 das 20 primeiras, têm Conselho de Administração. Considerando todas 300 empresas, 71 varejistas contam com uma estrutura de governança estabelecida, cinco a mais que em 2018;
  • As 279 empresas listadas no Ranking deste ano e que têm números de lojas comparáveis entre 2017 e 2018 tiveram uma abertura líquida de 1.902 pontos de venda, um avanço de 3,2%. As 300 maiores operam 61.361 lojas.
  • A empresa que mais abriu lojas foi a Raia Drogasil, com 215 unidades. Entre as 10 que mais abriram lojas, existe uma pulverização de segmentos, mostrando que a expansão dependeu mais da realidade de cada varejista do que de um “vento a favor” de algum setor específico;
  • Em termos porcentuais, das 10 empresas que mais abriram lojas, sete atuam no setor de supermercados. Nenhuma dessas empresas, porém, tem mais de 40 lojas. Somente duas das 10 que mais abriram lojas relativamente ao seu tamanho contam com mais de 100 pontos de venda;
  • Seis das 10 empresas que mais aumentaram suas vendas atuam no setor de Supermercados, movidas especialmente pela expansão do formato de atacarejo;
  • Das 182 empresas do Ranking com faturamento comparável entre 2017 e 2018, 118 (64,83%) tiveram aumento de vendas acima da inflação de 3,75% em 2018 e somente 37 tiveram redução nominal em seu faturamento. As líderes do varejo continuam respondido de forma positiva aos desafios de uma economia em crescimento lento.
Os maiores varejistas brasileiros:

Os dez maiores varejistas do País são os seguintes:

posição Empresa Segmento Faturamento Bruto 2018
1 Grupo Carrefour Brasil Super, Hiper, Atacarejo e Conveniência R$56.343.000.000,00
2 GPA Alimentar Super, Hiper, Atacarejo e Conveniência R$53.620.000.000,00
3 Via Varejo Eletromóveis R$30.500.000.000,00
4 Walmart Brasil Super, Hiper, Atacarejo e Conveniência R$24.000.000.000,00
5 Magazine Luiza Eletromóveis R$18.896.513.000,00
6 Raia Drogasil Drogaria e Perfumaria R$15.519.133.000,00
7 Grupo Boticário Drogaria e Perfumaria R$13.700.000.000,00
8 Lojas Americanas Lojas de Departamento, Artigos do Lar e Mercadorias em Geral R$12.959.410.000,00
9 DPSP Drogaria e Perfumaria R$9.998.645.735,00
10 Lojas Renner Moda, Calçados e Artigos Esportivos R$9.786.838.000,00

 

]]>
https://distribuicao.newtrade.com.br/negocios/sbvc-anuncia-as-300-maiores-empresas-do-varejo-brasileiro/feed/ 0
Demanda por lácteos vegetais cresce no país https://distribuicao.newtrade.com.br/negocios/demanda-por-lacteos-vegetais-cresce-no-pais/ https://distribuicao.newtrade.com.br/negocios/demanda-por-lacteos-vegetais-cresce-no-pais/#respond Wed, 21 Aug 2019 12:53:47 +0000 https://distribuicao.newtrade.com.br/?p=1014561 Empresários estimam ainda que o mercado vegano tenha crescido a uma taxa anual de 40%, nos últimos anos, em média.]]>

O mercado de produtos lácteos à base de vegetais é a nova grande aposta da indústria vegetariana do Brasil. Após a consolidação dos produtos à base de vegetais que imitam o sabor e a textura da carne animal, como hambúrgueres e embutidos, agora é a vez dos leites vegetais.

Embora não exista um cálculo específico sobre o tamanho do mercado brasileiro de produtos livres de proteína animal, a Associação Brasileira de Supermercado (Abras) avalia que a demanda por produtos vegetarianos é maior do que a oferta no país e responde por boa parte dos R$ 55 bilhões faturados pelo segmento de produtos naturais, anualmente.

Empresários estimam ainda que o mercado vegano tenha crescido a uma taxa anual de 40%, nos últimos anos, em média.

Os dados refletem um fenômeno social: atualmente, 14% da população se declara vegetariana, segundo pesquisa divulgada pelo Ibope Inteligência, em abril de 2018.

Em grandes capitais como São Paulo, Recife, Curitiba e Rio de Janeiro, esse percentual sobe para 16% — o que representa um crescimento de 75% da população vegetariana nessas regiões, nos últimos seis anos.

A mesma pesquisa do Ibope Inteligência mostra que 55% dos brasileiros consumiriam mais produtos veganos, se existissem indicações sobre os produtos no ponto de venda.

O fenômeno observado atualmente no mercado brasileiro já foi presenciado nos Estados Unidos, há alguns anos. O mercado por lá está mais consolidado e com fôlego cada vez maior.

De acordo com dados da Consultoria Nielsen, o mercado varejista de leites vegetais nos Estados Unidos apresentou crescimento de 20% no volume de vendas, em comparação a 2017.

As receitas destes produtos cresceram 9% no mesmo período, atingindo US$ 1,6 bilhão e representando um percentual de 13% do mercado total de leites. Os iogurtes (+55%), queijos vegetais (+43%) ocuparam lugar de destaque, seguidos pelas carnes vegetais (+24%) e ovos/maioneses (+16%). Um detalhe em comum que pode ser observado é o crescimento na casa dos dois dígitos.

]]>
https://distribuicao.newtrade.com.br/negocios/demanda-por-lacteos-vegetais-cresce-no-pais/feed/ 0
Seara lança linha de frangos orgânicos https://distribuicao.newtrade.com.br/lancamentos/seara-lanca-linha-de-frangos-organicos/ https://distribuicao.newtrade.com.br/lancamentos/seara-lanca-linha-de-frangos-organicos/#respond Wed, 21 Aug 2019 12:50:58 +0000 https://distribuicao.newtrade.com.br/?p=1014558 A Seara Alimentos acaba de lançar a linha de Frangos Orgânico composta por produtos 100% orgânicos.]]>

A Seara Alimentos acaba de lançar a linha de Frangos Orgânico composta por produtos 100% orgânicos.

Os frangos são criados soltos no campo, sem hormônios ou promotores de crescimento – conforme estabelece a legislação brasileira, além de receberem uma alimentação apenas de origem vegetal, orgânica e livre de transgênicos. A matéria-prima passa por cuidados especiais, de acordo com as melhores práticas de bem-estar animal.

“A Seara, que é especialista em frangos, tem investido incansavelmente em soluções atreladas à inovação e à tecnologia, para entregar aos consumidores produtos alinhados às principais tendências mundiais. Diante disso, essa linha reflete a nossa qualidade e credibilidade em frangos, sendo essencial para um mercado em franco crescimento. Oferecemos um portfólio ainda mais atrativo para os nossos consumidores que estão em busca de produtos diferenciados e um estilo de vida mais saudável”, comenta José Cirilo, diretor executivo de Marketing da Seara Alimentos.

A Companhia também inovou nas embalagens dessa nova linha e tudo é 100% reciclável.

]]>
https://distribuicao.newtrade.com.br/lancamentos/seara-lanca-linha-de-frangos-organicos/feed/ 0
Leve+ SuperAtacado chega ao interior paulista https://distribuicao.newtrade.com.br/negocios/leve-superatacado-chega-ao-interior-paulista/ https://distribuicao.newtrade.com.br/negocios/leve-superatacado-chega-ao-interior-paulista/#respond Tue, 20 Aug 2019 13:09:30 +0000 https://distribuicao.newtrade.com.br/?p=1014555 As próximas inaugurações previstas para a bandeira de atacarejo serão em Sidrolândia e Maracaju]]>

O Grupo ABV inaugurou a primeira loja do Leve+ SuperAtacado no estado de São Paulo e terceira unidade da rede de atacarejo. A cidade escolhida para sediar a loja foi Andradina e o ponto de venda conta com área de 5 mil metros quadrados.

O Grupo ABV está no mercado há 32 anos e conta com 21 lojas distribuídas pelo interior de Mato Grosso do Sul e agora, em São Paulo.

As próximas inaugurações previstas para a bandeira de atacarejo serão em Sidrolândia e Maracaju.

]]>
https://distribuicao.newtrade.com.br/negocios/leve-superatacado-chega-ao-interior-paulista/feed/ 0
Tarek Farahat aposta no setor de distribuição https://distribuicao.newtrade.com.br/negocios/tarek-farahat-aposta-no-setor-de-distribuicao/ https://distribuicao.newtrade.com.br/negocios/tarek-farahat-aposta-no-setor-de-distribuicao/#respond Tue, 20 Aug 2019 13:05:30 +0000 https://distribuicao.newtrade.com.br/?p=1014552 A sua mais nova empreitada é a Pontual Excelence, distribuidora de produtos.]]>

Por Cláudia Rivoiro

Com quase 30 anos de experiência na Procter & Gamble, onde chegou a presidente no Brasil e na América Latina, depois de passagens pelo Oriente Médio e Europa, Tarek Farahat, egípcio naturalizado brasileiro, se intitula um otimista com o País.

Atualmente, como ele mesmo diz, sua vida profissional é focada em ser conselheiro/investidor em empresas com forte potencial de crescimento.

A sua mais nova empreitada é a Pontual Excelence, distribuidora de produtos. “Visitei a operação e detectei uma grande oportunidade de crescimento no atendimento ao varejo. Vamos trabalhar oferecendo prestação de serviço em quatro pilares: vendas, operação logística, operação Broker e merchandising com foco no ponto de venda”, explica.

Ele ainda observa que o cliente pode optar pelos quatro serviços ou por um, dois ou três. “Temos expertise para atender e melhorar a eficiência no varejo, que sofre muito com a ruptura, o que desmotiva bastante o consumidor na hora da compra”, salienta.

Quanto ao consumo no Brasil, ele observa que o brasileiro não olha o PIB na hora de tomar café ou de tomar banho. “Por isso, o empresário vencedor será aquele que inovar”, finaliza.

]]>
https://distribuicao.newtrade.com.br/negocios/tarek-farahat-aposta-no-setor-de-distribuicao/feed/ 0
Polenghi anuncia nova diretora de marketing https://distribuicao.newtrade.com.br/industria/polenghi-anuncia-nova-diretora-de-marketing/ https://distribuicao.newtrade.com.br/industria/polenghi-anuncia-nova-diretora-de-marketing/#respond Tue, 20 Aug 2019 13:02:34 +0000 https://distribuicao.newtrade.com.br/?p=1014549 Tatiane Brandão passou por empresas como Danone, Mondelez e Vigor.]]>

Tatiane Brandão é a nova diretora de marketing da Polenghi. A executiva é formada em Engenharia Química pela Escola Politécnica da Universidade de São Paulo, com parte da graduação feita na École Nationale Supérieure de Chimie de Rennes (França), e possui mais de 18 anos de experiência na área de marketing.

Durante sua trajetória, Tatiane passou por grandes empresas do setor lácteo como: Danone, Mondelez e Vigor. Na Polenghi, a executiva será responsável pelo fortalecimento da marca e consolidação do amplo portfólio da empresa, além do desafio de aumentar o conhecimento e o consumo per capita de queijos no Brasil.

]]>
https://distribuicao.newtrade.com.br/industria/polenghi-anuncia-nova-diretora-de-marketing/feed/ 0