Superbom inicia exportação para o Chile

75

Superbom, indústria alimentícia especializada na fabricação de produtos saudáveis e com mais de 90 anos de atuação no mercado, inicia a exportação de todo o portfólio para o Chile. A primeira remessa, com itens de proteína vegetal, geleias, méis e sucos, já foi enviada ao país andino.

Segundo David Oliveira, gerente de marketing da Superbom, um trabalho minucioso foi realizado para viabilizar o processo, inclusive com pesquisas sobre o mercado e a cultura do consumidor chileno, fato que certamente garantirá o sucesso da iniciativa. “Iniciar essa operação no Chile é muito gratificante, já que o país é o segundo maior parceiro comercial do Brasil na América do Sul, tanto nas exportações como nas importações, e uma das principais economias do continente. Nossa projeção é que a atuação da Superbom nesse mercado represente um acréscimo de 10% no faturamento total da empresa até 2018”, afirma o executivo.

A importação e distribuição dos alimentos ficam a cargo da empresa homônima Superbom, que assim como a companhia brasileira, atua diretamente ligada à Igreja Adventista do Sétimo Dia. A Superbom Chile possui especialização no cultivo de diversos grãos e outros itens primários, vendendo-os como matéria prima para outras indústrias. “Recentemente, a Superbom Chile decidiu ampliar a atuação no varejo chileno por meio de produtos acabados, e estrategicamente, ao invés de comprar equipamentos e montar uma planta produtiva, firmou uma parceria com a Superbom Brasil, que fabrica e envia o produtos para a empresa irmã no Chile comercializar”, explica o gerente.

Segundo Oliveira, a estratégia inicial prevê uma exportação a cada três meses, porém, esse período deve ser rapidamente reduzido devido ao potencial de consumo desses produtos nos país de vizinho “A expectativa é de grande aceitação, principalmente em relação aos substitutos da carne animal, já que a Superbom é referencia na produção de tais itens. No portfólio da empresa, são 13 no total. Além da linha de maionese vegetal, queijos e cream cheese veganos, e é claro, a tradicional linha de sucos integrais da Superbom”, conclui.

Na contramão da economia brasileira, a Superbom fechou 2016 com aumento de 7,3% no faturamento. Para este ano, a previsão de crescimento é de 12%.

Notícias Relacionadas

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.