Especialista ensina o que as empresas familiares devem fazer para superar a crise

2

Pesquisas indicam que, em um ambiente de crise, as empresas familiares são as primeiras a sair dela. “Essas empresas são mais ágeis na hora da tomada de decisões e, manter esta característica, é essencial para a sobrevivência”, diz Pedro Adachi, especialista em empresas familiares e sócio da Societàs Consultoria.

 

O especialista fez uma lista com dez dicas fundamentais para os negócios familiares se manterem vivos. Confira:

 

   Separar os assuntos familiares (e particulares) dos assuntos da empresa

 

   Dar atenção e respeito à família empresária, independente do negócio

 

   Fortalecer os valores e os princípios da família, preparando a empresa para a nova geração

 

   Profissionalizar a empresa (familiares serem tratados como profissionais e abertura para executivos externos)

 

   Profissionalizar a família empresária (respeitar a vocação de cada familiar)

 

   Profissionalizar a sociedade (saber ser sócio, independe de atuar na gestão da empresa

 

   Planejar a sucessão, já que ninguém é eterno (não confundir sucessão familiar com falecimento)

 

   Estipular regras e acordos que minimizem desentendimentos futuros

 

   Implementar (corretamente) os mecanismos de governança adequados

 

   Contar com o apoio de profissionais experientes para auxiliar no processo

 

Sobre Pedro Podboi Adachi

Graduado en Direito pela Universidade de São Paulo e Mestre em Administração e Negócios pela Ohio University – EUA. Tem participação em programas focados em empresas familiares como o Leading the Family Business no IMD, em Lausanne, na Suíça. É sócio-diretor da Societàs Consultoria e participa como professor, palestrante e pesquisador do núcleo Family Business da ESPM.

Notícias Relacionadas

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.