Intenção de compras no Dia do Consumidor ajuda a medir o nível de automação no país

O Dia do Consumidor, em 15 de março, está se tornando uma oportunidade para o comércio de varejo. Alguns estudos de mercado publicados pela imprensa revelam que a data está bem posicionada para compras, principalmente por meio de e-commerce. Para a indústria, é um bom termômetro para medir a intenção de compras do consumidor, já que o ano está começando. De acordo com levantamento da GfK Brasil sobre o desempenho de vendas em diferentes categorias de produtos entre 2017 e 2018, itens como telefonia e eletrônicos tiveram comportamento estável em um ano. Em alguns itens, até houve aumento de vendas, como foi o caso de eletrônicos portáteis e televisores de tela grande.

A constatação da GfK Brasil pode ter relação com o aumento do nível de automação nas residências brasileiras, seguindo as tendências de casa conectada, Internet das Coisas ou mesmo automação nos automóveis.

O estudo Índice de Automação do Mercado Brasileiro, organizado pela Associação Brasileira de Automação-GS1 Brasil com apoio metodológico da GfK, mensura como os equipamentos, dispositivos móveis e eletrodomésticos estão inseridos no cotidiano das pessoas – constata que consumidores brasileiros aumentaram em 4% os recursos de tecnologia em 2018, comparado a 2017.

O índice destaca que a mudança de hábitos do consumidor está na mobilidade e no uso de aplicativos nos smartphones. A predominância está nas aplicações de comunicação e mensageria das redes sociais, seguida do e-commerce/m-commerce. Houve crescimento de 25% no uso de aplicativos – um salto de 0,259 em 2017 para 0,325 em 2018. A aquisição de itens pessoais inteligentes também está em evidência, com aumento de 11,1% em 2018.

Segundo Marina Pereira, gerente de Pesquisa & Desenvolvimento da Associação Brasileira de Automação-GS1 Brasil, “o uso de tecnologias de automação é predominante entre os brasileiros de 25 a 44 anos, talvez porque seja a população mais impulsionada pelos anúncios via web”. Marina acredita que o volume de compras e os itens mais vendidos no Dia do Consumidor possam contribuir para mensurarmos quais as tendências de compras em 2019.

 

Notícias Relacionadas

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.