Suzano tem salto no lucro do 2º tri e reduz previsão de investimento

2

A Suzano Papel e Celulose viu o lucro líquido do segundo trimestre mais que dobrar em relação a um ano antes, para R$ 954 milhões, impulsionado por variação cambial, que também ajudou a companhia a cortar a projeção de investimento deste ano em 12,5%.

A companhia informou ainda que a geração de caixa operacional subiu 22% na comparação anual, para R$ 723 milhões, enquanto o lucro trimestral antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês) ajustado avançou 0,9%, para R$ 967 milhões. Segundo a companhia, “negociações e câmbio, além do alongamento do prazo de pagamento” permitiram cortar a estimativa de investimento deste ano de R$ 2,4 bilhões para R$ 2,1 bilhões.

O câmbio também impulsionou o resultado financeiro líquido, que subiu de R$ 68 milhões um ano antes para R$ 773 milhões. Na comparação com o primeiro trimestre, porém, o Ebitda ajustado caiu quase 24%, enquanto o lucro líquido foi 15% menor. A companhia teve receita líquida de R$ 2,5 bilhões no segundo trimestre, evolução de 5,1% em relação a um ano antes, mas queda de 7,6% sobre os três primeiros meses de 2016. As vendas de celulose somaram 910 mil toneladas no segundo trimestre, alta anual de 13,1%, enquanto a produção foi de 816 mil de toneladas, avanço de 1,5% sobre um ano antes. Já as vendas de papel foram de 295 mil toneladas, queda de 4,9% na comparação com o segundo trimestre de 2015, enquanto a produção foi de 298 mil toneladas, 2,1% abaixo do volume produzido um ano antes.

A Suzano terminou junho com uma relação de dívida líquida sobre Ebitda ajustado de 2,1 vezes, ante 3,3 vezes em junho de 2015 e 2,3 vezes em março deste ano.

Via Folha

Notícias Relacionadas

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.