Seções

Nesta Edição

divisor-menu

Últimas Edições

Seções

Nesta Edição

Últimas Edições

Seções

Nesta Edição

INDÚSTRIA

CARGILL
Elefante de cara nova

A marca Elefante está passando por um processo de renovação. Depois de permanecer 75 anos consolidando a tradição do seu nome e seu relacionamento com os consumidores, a Cargill optou por mudar o posicionamento e os signos visuais e verbais do atomatado. De acordo mTatiana Zambon, diretora de Marketing e diretora-comercial para a divisão de Consumo da Cargill Brasil, o produto continua o mesmo. No entanto, a marca está mais moderna e com uma linguagem mais acessível e próxima do consumidor. “Entendemos que nosso cliente não busca apenas rendimento e sabor. O que importa a ele é o resultado, o momento e a memória afetiva que fica”, destaca.

NOVO DESAFIO
Maria Paula Capuzzo assume a Colgate no Brasil
Reproduzir vídeo

Depois de 18 anos fora do País, a executiva Maria Paula Capuzzo (foto) volta ao Brasil para assumir um novo desafio: estar à frente da Colgate-Palmolive como vice-presidente & general manager. Há 21 anos atuando na empresa, já trabalhou em outros países da América Latina e também da América Central. “Estou muito feliz por poder voltar a trabalhar em meu País”, enfatizou.

produtos naturais
Nestlé aposta em inovações no portfólio

A marca Elefante está passando por um processo de renovação. Depois de permanecer 75 anos consolidando a tradição do seu nome e seu relacionamento com os consumidores, a Cargill optou por mudar o posicionamento e os signos visuais e verbais do atomatado. De acordo mTatiana Zambon, diretora de Marketing e diretora-comercial para a divisão de Consumo da Cargill Brasil, o produto continua o mesmo. No entanto, a marca está mais moderna e com uma linguagem mais acessível e próxima do consumidor. “Entendemos que nosso cliente não busca apenas rendimento e sabor. O que importa a ele é o resultado, o momento e a memória afetiva que fica”, destaca.

200 Milhões

de reais foi o valor do investimento do Grupo Heineken no Brasil na inauguração do seu parque eólico em Acaraú, no Ceará. A iniciativa faz parte da estratégia da empresa de contribuir para o desenvolvimento socioambiental do País nos próximos três anos. Com capacidade para gerar 112 mil MWh/ano, o parque eólico é a primeira dessas instalações feita por uma cervejaria no País e a maior da fabricante no mundo. A iniciativa conta com 14 aerogeradores e tem estrutura capaz de gerar o equivalente a 30% de toda a energia elétrica consumida pelas 15 cervejarias do Grupo no Brasil